Sinal dos Tempos…

 

No passado as pessoas traçavam linhas distintas entre o que consideravam bom e o que era completamente rejeitado pela grande maioria, que se julgava inteligente demais apenas por seu gosto musical. Naquele tempo os amantes do Heavy Metal e de todas as suas vertentes eram tidos como seres abissais, drogados e arruaceiros sem futuro que definitivamente não sabiam o que era música de verdade.  Obviamente que esse tipo de avaliação estúpida vinha de gente retrógrada, frustrada, que na maioria das vezes tinha uma vida terrível, massificada pelo sistema, incapazes na verdade de enxergar um palmo diante de seus narizes empinados e controlados por costumes derivados de um sistema político arcaico e decadente. Esse povo era incapaz de compreender as linguagens do Rock e todos as suas tendências. O termo “sexo, drogas e Rock’n’Roll” para eles era o suficiente para discriminar os jovens que bebiam das fontes do rock. Baseavam suas opiniões ridículas no comportamento das minorias. E nem precisava ser especificamente de algum tipo de metal, se o sujeito gostasse de rock já era considerado um perdedor. Essa gente nunca foi capaz de perceber a verdadeira proposta da coisa, sua rebeldia e ideologia.

parental-advisory-label.jpg

Assim foi por muito tempo. Ainda hoje, apesar dos tempos terem trazido coisas que realmente prejudicam a mente das pessoas, existe uma discriminação com o movimento, que por incrível que pareça, ainda é acusado por muitos de, no mínimo pertencer ao Diabo. Sim, ainda tem pessoas que acreditam que o Iron Maiden é satânico e que Stairway to Heaven do Led Zeppelin é mesmo uma prece ao capiroto, se rodada ao contrário. Mas o que pensar dessas pessoas, que também acreditam que a Xuxa é vendida ao demônio, ou que a Hello Kitty não tem boca por causa do Satanás? É tudo uma grande bobagem, não só na minha opinião, mas na de muita gente.

Mas o lado bom de toda essa bobagem foi que, o Heavy Metal principalmente, soube se aproveitar de toda essa publicidade negativa e cresceu, ganhou raízes e cada vez mais novos adeptos de todas as idades. Hoje o Metal cresce, se modifica, se adequa ao tempo e às gerações novas, alçando voos cada vez mais maduros, firmando se como um estilo musical de respeito que sempre foi. Cada vez mais os fãs entendem sua arte e sua importância. Não existe mais a necessidade de figuras de linguagem exageradas. Percebe se que a suposta “aprovação do capeta” fica cada vez mais no passado e seria esquecida, não fosse por gente que não sabe de nada e fica pregando essas baboseiras. Eu vejo que hoje em dia coisas assim são até certo ponto inocentes. O próprio Black Metal, onde realmente se fala do Demo, hoje se preocupa com temas relacionados que exploram coisas bem mais profundas do que simplesmente apologias ao Satanismo.

Lá no passado quem escrevia sobre as bandas usava uma criatividade que ia em todas as direções. Não bastava ser técnico, fazer uma resenha detalhada de um álbum ou uma banda. O negócio era abusar e escrever, de qualquer forma, daquilo que estava ali e do que poderia ser, mesmo que alimentasse as críticas das pessoas, ninguém estava interessado em mostrar o contrário. Uma certa rebeldia que alimentava o marketing, gerando cada vez mais seguidores. O negócio era mesmo atentar “as pessoas da sala de jantar”. Essa forma de pensar deu origem a resenhas geniais, inocentes, mas que captavam o espírito da banda em questão. E um dia desses, olhando o Facebook, me deparei com algo assim, que me fez voltar ao passado. Resolvi então publicar essa resenha aqui, compartilhar com vocês essa criatividade sobre o Hell Awaits, um álbum do Slayer que chegou a nosso conhecimento em 1987, publicada na revista Rock Brigade número 18, redigida por Berrah de Alencar, que veio a luz dos nossos dias graças a publicação de Rodolfo Morais. Leiam e tirem suas conclusões. Acredito que nem o próprio Slayer poderia viajar tanto sobre si mesmo…

página da brigade antiga.jpg

Você já fez a sua reserva no inferno ? Não ?…, pois apresse-se, estão acabando as vagas! Não vá perder o show, bestas que devoram entranhas, decapitações, carcaças devoradas por demônios voadores, intimidades deflagradas diante de milhões de expectadores. Não leve crucifixos ou espelhos. Uma sugestão: Vá com o último lp do Slayer, HELL AWAITS, os demônios ficarão babando, você poderá conseguir uma audiência com o grande LORD, quem sabe sua pena seja reduzida apenas para decapitação, pode ser que consiga o poder dos mortos-vivos, viverá outra vez, na escuridão das noites frias, à procura de virgens de sangue quente, possuirá o desejo eterno. O grande “plano inferior” é um lugar de sofrimento e dor, ouve-se gritos ensurdecedores de desespero, mas é um show à parte, existem também bruxas, que são hóspedes a muito tempo; aqui em cima para elas, foi bom nos velhos tempos, agora as coisas estão voltando a melhorar; pois então, chega de esperar! Já é hora da maldição! Morra pela espada!!!
O Mestre ao ouvir aquelas bases de KING e HANNEMAN ficará arrepiado, quando ver que o que estão fazendo aqui em cima. AS estórias que ele contou, sem dúvida foram superadas. As ideias criadas por estes Headbangers o assustarão, mas ele gostará das propostas. Ele terá que fazer uma imensa reforma em seu palácio, algo como um precipício nas portas do inferno, com aqueles demônios voadores, será muito difícil achar carrascos como a gang do SLAYER, afinal não é qualquer um que gosta de dar uma trepada com um “presuntão” (NECROPHILIAC), ou ser um maníaco homicida que julga sua vida como uma batalha constante e quer matar, matar e matar!
Para eles a escuridão não revela nenhum segredo, porque eles sabem que nunca estão sozinhos, mas bem acompanhados do mal personificado. Correndo e caçando, golpeando e esmagando e investigando e vendo e apunhalando e atirando e estraçalhando e amassando e queimando e destruindo e matando e sangrando e implorando essa morte. A exaltação da morte (PRAISE OF DEATH) clamada por TOM ARAYA, esfolada por KING, e HANNEMAN e atropelada pelo LOMBARDO (alô…quanto vale?). Na velocidade que eles tocam, computador é brinquedo de Neandertal, e, Headbangers cuidado para que suas cabeças não saiam rolando por aí!… É um desafio aos domínios de satã, seus demônios não fazem melhor!!!

De carne ao pó, do pó às cinzas, morra pela espada do SLAYER!!!

slayer 3.jpg

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: